Por que você deveria aprender a programar?

Autor: Cézar Augusto de Campos
20 de janeiro de 2020

Eu estou escrevendo este artigo sozinho no meu quarto à noite enquanto escuto um bom jazz.

Bom vamos ao que interessa, por que você deveria saber programar? A resposta é bem simples, você deixa de ser um consumidor de software e passa a fabricar os seus próprios aplicativos. A parte complicada é que eu estou dizendo isso para pessoas normais e não profissionais de TI, já é de se esperar que todo profissional de TI saiba programar, mas isso não é o caso, o que eu estou dizendo é que: Pessoas normais deveriam saber programar.

A programação de computadores não é só uma atividade profissional como também deveria ser matéria obrigatória nas escolas, as pessoas deveriam aprender a fazer macros, aprender banco de dados, aprender a montar planilhas de Excel e o mais importante, aprender linha de comando. A programação estimula a lógica e previne o cérebro contra doenças degenerativas como o Alzheimer, você já viu um programador com Alzheimer? A programação de software ajuda a estimular o crescimento pessoal e a colaboração entre os indivíduos, você como programador aprende a pensar não só em termos de lógica de computação como também em termos de contribuição social. Todo software que você desenvolve busca resolver algum problema social.

O que há de errado com não-programadores?

Pessoas não programadoras tendem a ser mais consumistas e chatas, quando elas utilizam algum software elas esperam que ele faça tudo para elas, elas querem que o software resolva todos os problemas e seja simplesmente perfeito! O software não pode ter bugs, deve ter uma interface agradável e ter um monte de recursos que na maioria dos casos as pessoas nem utilizam, além do mais o software deverá ser gratuito e não pode incluir propagandas pois propagandas são intrusivas. As lojas de aplicativos também são culpadas por estimular tal comportamento, pois cada vez que você desinstala um aplicativo a loja enche a sua tela com sugestões de "aplicativos similares" fazendo com que as pessoas adquiram o hábito de classificar mal os aplicativos manchando a reputação do desenvolvedor e instalar vários outros afim de achar aquele que "faz tudo".

Isso é típico comportamento de consumista que acha que programação é o mesmo que fazer desenhos. Não seja esse tipo de pessoa. Ao invés disso, mande um e-mail para a pessoa que desenvolveu o aplicativo dando uns parabéns, seja grato pelos softwares que você pode usar gratuitamente e seja mais grato ainda se ele for livre.

De consumidor a produtor

Em tudo nessa vida existem pessoas que consomem e aquelas que produzem, não seja consumidor, seja produtor. Não jogue videogames, fabrique os jogos! Enquanto você estará produzindo outros estarão consumindo, ser um produtor de software não é só programar uma aplicação dentro de uma empresa e sim todas as aplicações que você usa no dia a dia e compartilha com outros para poder usar também. Veja o conceito de hacker

Quando uma pessoa aprende a programar ela não só aprende os conceitos básicos de computação como também aprende a se colocar no lugar de outras pessoas, quando se é programador você deixa de ser consumidor e passa a ser um apreciador. Toda aplicação que você executa, você passa a olhar com outros olhos e pode até se perguntar: "Mas como o desenvolvedor fez isso?", você deixa de ser tão exigente quanto a funcionalidade do software pois sabe que isso dá muito trabalho de se programar e quando você entra em contato com o desenvolvedor para resolver algum bug, você já sabe que aquele desenvolvedor também é um ser humano e não é seu escravo. Produzir software te torna mais colaborativo, você aprende a lidar com pessoas e isso te torna uma pessoa melhor.

O que eu quero dizer com "seja um produtor de software", é, pare de ficar procurando alternativas, pare de esquentar a cabeça com coisas superficiais como a cor de uma interface e busque desenvolver um software você mesmo! Quando você tentar produzir algo novo vai perceber que as opções existentes nem eram tão ruins assim e no fim ao invés de reinventar a roda, você vai procurar melhorar algo já existente.

Desenvolver um software não deve ser um bicho de sete cabeças, deve ser um hobby, uma paixão se você é produtor de software parabéns! bem-vindo(a) ao 1% da população mundial.