Computador e placas antigas nvidia em pleno 2019

Autor: Cézar Augusto de Campos
8 de fevereiro de 2019

Entendendo o problema

Os drivers de vídeo versão 304, 340 e 390, já são consideradas Legacy. Mas, o que é um driver Legacy?

Um driver de vídeo Legacy é aquele que não é mais suportado pelo time de desenvolvedores, normalmente, são de GPUs da velha geração. Raramente eles recebem alguma atualização, mas quando recebem, é só para compatibilizar com as versões recentes do Kernel e do Xorg.

A cada versão considerada Legacy, uma lista enorme de placas de vídeos perdem a garantia de que vão funcionar.

Último lançamento

A última versão do 304 foi lançada em 2017 para o kernel mais recente, que na época era o Linux 4.9 e o Xorg era 1.19, então, você tem que ter em mente que essas são versões na qual você deve olhar em sua distro antes de usá-la.

Por isso que distros mais novas, como Manjaro, Debian Buster, Ubuntu 18.10 e Linux Mint não funcionam direito e se funcionam, travam de vez em quando; isso porque elas trazem por padrão versões mais novas do kernel e do Xorg e assim, os drivers Legacy não funcionam nestas versões.

Além disso, distribuem com o driver de vídeo Nouveau. Neste caso, as distros Rolling Release não vão funcionar no seu velho computador, então, prefira as distribuições Fixed Release.

Como exemplo, o Debian estável e seus derivados, para ter certeza de que o Xorg e o Kernel não serão mexidos.

Interfaces

Além disso, nem todos os gerenciadores de janela e interface são compatíveis, das que testei, apenas XFCE e MATE funcionaram perfeitamente, as outras tiveram algum bug. Cinammon, Gnome 3, KDE, Budgie e Deepin, são exemplos.

Então, temos que achar uma distro LTS com interface XFCE, ou MATE, para o nosso velho computador.

Procurando uma distro

Com essas informações, podemos procurar a distro ideal, como a minha favorita é Debian estável, eu poderia mostrar como configurá-la. Mas, como não é amigável o suficiente, então achei outra ainda mais fácil.

Descobri o Zorin OS há pouco tempo e a julgar pela aparência e usabilidade, é tão fácil quanto o Deepin, mas com a robustez do Debian e Ubuntu LTS.

Baixe a versão lite da ISO nesse site e escolha se quer pagar, ou não:

Grave a ISO para algum pendrive e instale a distribuição no seu computador. Mas, só um detalhe, durante a instalação, não se esqueça de marcar a opção: "Baixar atualizações enquanto instala Zorin"

Como o resto da instalação é intuitiva, então vamos pular para a pós-instalação.

Primeira inicialização

Portanto, você acaba de instalar a distro e está inicializando-a pela primeira vez.

A sua beleza no gráfico traz até esperança a computadores velhos. Quase não dá pra acreditar que é uma interface XFCE de tão bem acabada, mas, infelizmente ela não funciona bem assim "fora da caixa", então teremos que fazer umas configurações extras.

A primeira coisa, é instalar um kernel compatível com a Nvidia. Por padrão, ele vem com a versão 4.15 genérica, então vamos instalar um kernel mais antigo. Abra o terminal Ctrl+Alt+t e dê um update no apt:

$ sudo apt update

E agora, instale o kernel lowlatency e seus headers:

$ sudo apt install linux-image-lowlatency linux-headers-lowlatency

Depois de instalar o kernel, é recomendável que você desinstale o kernel atual para você poder inicializar de vez no kernel lowlatency. Para isso, dê o seguinte comando:

$ sudo apt --purge remove linux-image-4.15* linux-headers-4.15* linux-modules-4.15*

Aparecerá uma mensagem dizendo, você está executando um kernel e tentando remover a mesma versão e perguntará se você quer cancelar a remoção, diga que NÃO!

Espere a desinstalação concluir e, por último, dê um update no bootloader:

$ sudo update-grub

A partir daí, sua nova missão é iniciar o sistema no kernel que você acabou de instalar. Para isso, digite reboot no terminal e espere reinicializar.

Segunda inicialização

Para termos certeza de que você inicializou com o kernel baixa latência, faremos o teste. Digite no terminal e veja a saída que ele dá:

                $ uname -r
                4.4.0-141-lowlatency
        

Se for parecida com essa, então você iniciou com o kernel certo.

Comecemos a instalação do bendito driver, invoque os poderes do apt com o seguinte comando:

                $ sudo apt install nvidia-304
        

Isso irá instalar o driver na versão que está ali, junto também do build-essentials que irá compilar todo o seu kernel baixa latência, a fim dos drivers serem posto lá no meio. Se o texto final for semelhante a esse, então você está pronto para continuar:

O próximo passo, é configurar o X, faça isso com um só comando:

                $ sudo nvidia-xconfig
        

Com o servidor X configurado, reinicie a máquina. ;)

Conclusão

Após a reinicialização se tudo der certo, o GRUB deve iniciar somente no kernel baixa latência, com os drivers de vídeo que você instalou.

Confira, após o login, se existe um aplicativo chamado Nvidia no menu de aplicações e abra-o. Se tiver uma cara igual a essa abaixo, então parabéns, você é o cara! Ou, a cara. rsrs

Aproveite seu "novo velho computador", enquanto as distros ainda suportam ele até 2021.

A simplicidade de um ambiente bonito, mesmo o seu hardware sendo antigo e mal suportado em uma interface leve com o XFCE. Se você for audacioso(a), dá até para jogar nesse estado.

É isso. Espero ter esclarecido o por quê as distros Linux não funcionarem de primeira em algumas máquinas, principalmente com drivers de código fechado, que não é obrigação das distribuições suportá-los. ;)

Bibliografia